Ads 468x60px

.

Pages

Om Mani Padme Hum




Mantra de Compaixão

 OM MANI PADME HUM é o mantra de Buddha Avalokiteshvara, também conhecida como Buddha Kwan Yin. A repetição deste mantra resulta na descida de bênçãos e energia divina de Buddha da Misericórdia e Compaixão para a pessoa que o está recitando. A energia divina de Buddha Kwan Yin entra na coroa seguindo para o corpo, e irradia-se para fora.

 Entoar Om Mani Padme Hum tem efeitos purificador e de cura, não apenas para a pessoa que está entoando, mas também nas pessoas e seres sencientes dentro de um certo raio. Todos os seres sencientes superiores, intermediários e inferiores dentro de certa área serão, até um certo grau, purificados, curados e aliviados de sua dor, sofrimento e desconforto. A pessoa que está recitando, outras pessoas e seres sencientes ao redor dela vão experimentar calma e paz interior. Om Mani Padme Hum é realmente um mantra de misericórdia e compaixão.

Mantra de Purificação

 Entoar o mantra Om Mani Padme Hum limpa profundamente e purifica o corpo mental, o corpo emocional, o corpo de energia e  o corpo físico. A longo prazo, tem o efeito de purificar a pessoa de diferentes fraquezas, tais como:

1. Chakra ajna – orgulho espiritual

2. Chakra da garganta – orgulho e ilusão, auto-desonestidade, desonestidade para com outros, preconceito, crenças supersticiosas e falso juízo.

3. Chakra do plexo solar – irritação, raiva, violência, ciúme e inveja

4. Chakra sexual – paixão ou desejo sexual em excesso

5. Chakra básico – ganância
Mantra de Grandes Benefícios
Om Mani Padme Hum é o mantra da Buddha de Compaixão e Misericórdia. Ao proferir ou entoar Om Mani Padme Hum extraordinários benefícios são gerados.

1. Bom karma considerável

2. Tem um efeito materializador de desejos

3. Aumenta a inteligência e a habilidade de reter o que foi ensinado

4. Tem efeito confortador e de cura


                                                                 
Om mani padme hum é um dos mantras do Budismo; o mantra de seis sílabas do Bodisatva da compaixão: Avalokiteshvara. De origem indiana, de lá foi para o Tibete. É o mantra mais entoado pelos budistas tibetanos. Om mani padme hum * Om fecha a porta para o sofrimento de renascer no reino dos deuses. O sofrimento do reino dos deuses surge da previsão da própria queda do reino dos deuses (isto é, de morrerem e renascerem em reinos inferiores). Este sofrimento vem do orgulho. * Ma fecha a porta para o sofrimento de renascer no reino dos deuses guerreiros (sânsc. asuras). O sofrimento dos asuras é a briga constante. Este sofrimento vem da inveja. * Ni fecha a porta para o sofrimento de renascer no reino humano. O sofrimento dos humanos é o nascimento, a doença, a velhice e a morte. Este sofrimento vem do desejo. * Pad fecha a porta para o sofrimento de renascer no reino animal. O sofrimento dos animais é o da estupidez, da rapina de um sobre o outro, de ser morto pelos homens para obterem carne, peles, etc; e de ser morto pelas feras por dever. Este sofrimento vem da ignorância. * Me fecha a porta para o sofrimento de renascer no reino dos fantasmas famintos (sânsc. pretas). O sofrimento dos fantasmas famintos é o da fome e o da sede. Este sofrimento vem da ganância. * Hum fecha a porta para o sofrimento de renascer no reino do inferno. O sofrimento dos infernos é o calor e o frio. Este sofrimento vem da raiva ou do ódio. Os budistas tibetanos acreditam que dizer o mantra (oração), Om Mani Padme Hum,em voz alta ou silenciosamente para si mesmo, chama a atenção poderoso benevolente e as bênçãos de Chenrezig, a personificação da compaixão. Vendo a forma escrita do mantra é dito ter o mesmo efeito - é muitas vezes esculpidos em pedras, como a foto acima, e colocou onde as pessoas podem vê-los. Girando a forma escrita do mantra em torno de uma roda de Mani (ou oração roda) também está acreditado para dar o benefício mesmo que dizer o mantra, e rodas de Mani, rodas de mão pequenas e rodas grandes, com milhões de cópias do interior mantra, são encontrado em toda parte nas terras influenciado por budismo tibetano.programa de afiliados
Diz-se que todos os ensinamentos do Buda estão contidos neste mantra: Om Mani Padme Hum rea Om Mani Padme Hum realmente não pode ser traduzido em uma simples frase ou sentença. O mantra originado na Índia, como ele mudou-se da Índia para o Tibete, a pronúncia alterada porque alguns dos sons na língua sânscrita indiana eram difíceis para os tibetanos pronunciar.
Em Sânscrito forma Om Mani Padma Hum mantra de Avalokiteshvara
Em  Tibetano forma Om Mani PEME Hung mantra de Chenrezig programa de afiliados
Fontes: www.dharma-haven.org; Wikipedia
Veja também:https://www.blogger.com/blogger.g?blogID=1471051131948442215#editor/target=post;postID=8239347474539288267;onPublishedMenu=posts;onClosedMenu=posts;postNum=24;src=postname

11 comentários:

Madame X disse...

Maravilhoso texto, muito informativo

Alberto disse...

Muito bom; agora posso entoar, e saber o q estou buscando.

Anônimo disse...

Fazendo uma busca na internet, nada encontrei sobre as sensações que o mantras provocam, pois os comentários se resumem a sentir paz e harmonia. Talvez eu seja apenas sensível demais, mas ao recitar este pela primeira vez, senti sensações nos braços e na cabeça, chorei e após isso me senti mais leve em relação a traumas e tristezas. Algo semelhante aconteceu quando ouvi o mantra Hare krishna Hare Krishna, Krishna Krishna Hare Hare, Hare Rama Hare Rama, Rama Rama Hare Hare. Senti um amor inexplicável por Krishna, o que me fez pesquisar muito sobre ele.

Márcio Rodrigues disse...

Estes mantras são poderosas ferramentas de desbloqueio, eu uso o mantra om mani padme hum para projeção astral, ele atua muito fortemente no chákra cardíaco, fazendo liberação de antigos traumas, elevando nosso padrão vibratório, e circulando energia. Muitas vezes sentimos o frontal piscando, como se tivesse um coração dentro da testa, o que mostra grande ativação da terceira visão, neste momento podemos em alguns casos ver cenas do karma, ou cenas futuras, enfim, o desbloqueio é intenso. Choro é liberação de bloqueio uma vez que nossos olhos estão ligados aos canais ida, e pingalá pela coluna, que é fortemente energizada. Lacrimejar tbm mostra desbloqueio dos canais internos da coluna, idá e pingalá. Paz é a marca mais forte das energias que alcançaram o chákra coronário, quando ativado sentimos muita paz, e para chegar até ele passamos antes pelo cardíaco, como se diz: Ninguém chega ao Pai(coronário) se não por mim que sou o amor(cardíaco). Quando sentimos vontade de ajudar aos outros, fazer algo pelo mundo, estamos vibrando com o cardíaco aberto, o que é maravilhoso, sentir vibrações elevadas, pertencentes a 4d ou 5d...

Márcio Rodrigues disse...

Krishna trabalha bastante a subida de energia, o desapego, energias cardíacas. Por isso não raro vemos monges com sorrisos lindos em seus rostos, sorrisos sinceros, a felicidade que brota da alma. No astral vemos muitos monges, uma das marcas deles é sempre o sorriso! Sempre ajudam, sempre empenhados a nos ajudar no que for possível, sempre estão ligados a projeção astral, sempre! Eu consigo encontrar uma estreita relação entre estes mantras e a projeção astral, porque são mantras projetivos, se ouvirmos ou entoa-los a noite antes de deitarmos temos projeção lúcida, ou semi lúcida, isso é fato!
Márcio :.

lulu disse...

Ótima explicação Marcio, senti as mesmas impressões.

Márcio Rodrigues disse...

Lulu obrigado pela visita!

Anônimo disse...

Acho que sou sensível demais, rs. Ao entoar o mantra da Tara Verde tive uma vontade fortíssima de suicídio, pois estava com problemas emocionais de solução a longo prazo.Chorava bastante também, mas foi só da primeira vez. Não se assuste por favor, rs. Só estou relatando as sensações para saber a contribuição que pode me dar.

Márcio Magalhães disse...

Boa noite! Não assusto de jeito algum... Olha eu digo a vc que existem mantras tão potentes, que nos provocam as mais variadas formas de repercussão energética. Chorar é algo comum, tem um mantra cantado pelo Krishna Das que na minha opinião é a mais bela voz do mundo, que no começo me faziam desmoronar em lágrimas. Os mantras om namah shivaya e govinda hare todos cantados pelo krishna Das são mantras que me emocionam muito ainda hoje. Tem muita explicação, mantras são formas poderosas de contato, mudam até a cor da nossa áura... Quando vibramos muito no chákra coronário, e os mantras tem esta possibilidade, trabalhamos muito todo nosso sistema espiritual, por isso é muito pessoal a experiência com a mantralização. Eu chorava muito porque me dava um sentimento de culpa enorme, percebi que eu estava sendo conivente com o sofrimento, conivente com coisas erradas, daí por diante resolvi fazer algo, falar de algo para as pessoas... Senti muita tristeza, mas percebi que esta tristeza já estava ali, que minha vida não era feliz, lá me baixo, na real, eu era podre... Por isso as lágrimas, e quando o chákra coronário começou a desbloquear veio isso tudo a tona... Quando era novinho, tinha uns 20 anos mais ou menos conheci o Sai Baba, fui na casa de uma mulher que era de grupo, e tinha ido ve-lo, na cs dela ela me mostrou um pote contendo cinza sagrada(vibhut) feita pelo Sai Baba, aí pus na língua um pouco, não senti nada... Engraçado que diante da fisicalidade, diante da prova viva, eu não senti nada, mas quando ouvia mantras eu desmontava, muito importante isso... Isso me mostrou que havia muita coisa a ser feita! Continua-

Márcio Magalhães disse...

Mantras são poderosos, isso é fato! Este mantra Tara Verde, é a enaltação do feminino, não dá para falar sobre repercussões, isso é pessoal, dá para falar sobre o que veio antes, a vontade de morrer, que ainda bem que foi uma vez só. Se fosse um fenômeno constante, eu diria ser preocupante, de qualquer forma existe um acúmulo de emoções vencidas aí... Existe um certo bolor energético na sua alma, é preciso compreendermos os sinais. Mantras são reveladores, mantras nos mostram muitas coisas sobre nós mesmos. Quando o mantra se faz somente em aspectos negativos, de certo que é bom experienciarmos, eu não gosto de coisas que não dão certo, eu me emocionava muito com o Krishna Das, porém dali saiam muitas coisas boas, por exemplo vontade de viver, e de fazer algo pelo mundo e pelo planeta! Eu penso que prestar atenção na reverberação é necessário, para ver se o que vem depois é positivo, ou não! Existem mantras que não combinam comigo, que não gosto, isso tem que ser observado, pois acontece com todos, não são todos que nos fazem bem, e outros ainda não estamos preparados. Mantras mais famosos são mais seguros, egrégora mais forte. Mantras religiosos, secretos, são sempre perigosos. Este citado consta no site somos todos um, que é um site seguro, de muita luz, sinceramente nunca o fiz porque exalta o feminino, não gosto de mexer em coisas separadas, gosto de trabalhar o todo, o holus pensene. Tbm não gosto de trabalhar somente um chákra gosto de fazer algo que faça com todos ao mesmo tempo, para entrar na vibração do Hólus. O que eu posso dizer é que cada um tem uma repercussão, o grande lance é o que vem depois, ânimo, vontade de viver, vontade de mudar, isso são coisas boas, espirituais, e que fazem nosso crescimento real,
grande abraço fraterno
Lux et Pax
Márcio:.

Anônimo disse...

Foi de grande contribuição. Tem sido uma experiência nova, muito diferente. Vou aproveitar o conselho sobre a segurança em executar mantras com egrégora mais forte. Também ouço Krishna Das, quando ouvi ele cantar o maha-mantra pela primeira vez pensei: esse mantra me encontrou! Om namah Shivaya também. Grata!

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...